top of page
WhatsApp Image 2023-04-12 at 15.29.54.jpeg

Estou no estado de Minas Gerais. Vivo e trabalho no quadrilátero ferrífero, local das minas gerais onde rasgos e abismos estão cada vez mais substituindo o minério extraído. Vivencio e sinto a poeira que está presente não só no ar, mas também em meu corpo e pele. Impedida de visitar a cava Capão Xavier que se avizinha ao meu atelier no bairro Jardim Canadá em Nova Lima, comecei a desenvolver em 2020 o trabalho Grafias do Tempo. É um trabalho que fala do extrativismo mineral e abarca vídeos, fotografias, performances, desenhos, instalações, objetos. NUVENS é um recorte desse trabalho. A mesma poeira que inunda o ar traz a impregnação da terra vermelha. Cristiana Tejo, ao falar da IMPREGNAÇÃO, fala do atravessamento de uma paisagem tanto física quanto humana no corpo. Assim acontece com as nuvens de poeira, essas pedras moídas que visíveis ou invisíveis, atravessam sem permissão muros e barreiras.

Vânia Barbosa

bottom of page