top of page
WhatsApp Image 2023-04-12 at 15.29.54.jpeg

Sonhar, plantar, cultivar, colher sonhos. Sonhar, inspirar, criar e recriar, inventar e reinventar. Sonhar, dar asas à imaginação, alçar voo! Voar! Envoar! Envoemos nesse voo! Árvore e livros, expressão e evocação de sonhos. Da terra e dos livros brotam sonhos. Da terra e dos livros brotam palavras, como folhas a arvorar, arvorear, livroar, livrear. Palavras voam, voltam ao chão como humus-poíesis, arvoream. Sonhos plantados na terra caligrafados em livros viram poesia. Sonhos voam, criam raízes, viram árvore de sonhos! Sagração da Terra! Volta à Terra!
Sem folha não tem sonho
Sem folha não tem vida
Sem folha não tem festa
Eu guardo a luz das estrelas
A alma de cada folha
           (Salve as Folhas/Mário De Andrade)
Que a folha traga e traduz
Em verde novo
Em folha, em graça, em vida, em força, em luz
Céu azul que vem
Até onde os pés tocam a terra
E a terra inspira e exala seus azuis
                 (Luz do Sol/Caetano Veloso)
Em texto, as palavras em traços se entrelaçam, definem, animam envoando sonhos a se arvorecerem e florescerem. Elas se transfiguram ao estado de ânima que funda a poética da obra.

Lúcia Helena Gratão e Danieli Barbosa Araujo

bottom of page